6 dicas para Fotografar à Noite

 

joey-kyber-99425

 

1 – Usar Tripé

É importante a utilização de Tripé ou outro tipo de objeto que dê estabilidade à câmara, para as fotografias não ficarem tremidas e pouco nítidas. Sempre que utilizares tripé é necessário que desligues o estabilizador de imagem.

 

2 – Câmara em Modo Manual

Fotografia Noturna implica o controlo da técnica (abertura, diafragma e ISO), então exige que fotografes sempre em modo Manual para obteres resultados aceitáveis. Se utilizares o modo automático, o flash irá disparar, a fotografia ficará tremida e os elementos arrastados.

 

3 – Usar cabo disparador

Tal como o tripé, é importante a utilização de Cabo Disparador ou Temporizador, porque darás mais estabilidade à câmara e, dessa forma, não irá prejudicar a nitidez da fotografia. Estes são os modos mais comuns de disparar o obturador sem utilizar as mãos.

 

4 – Utilizar o Modo Bulb

Fazer Fotografia Noturna exige fazer longas exposições para captar a pouca luz existente no local. O Modo Bulb permite, de forma manual, manter o obturador aberto durante mais tempo, fazendo com que mais luz chegue ao sensor.

 

5 – Fotografar em RAW

O formato RAW é chamado o “negativo da Fotografia Digital” e permite guardar toda a informação capturada pelo sensor da câmara (conhece mais sobre este formato aqui). Na Fotografia Noturna, é necessário que tenhas todo o controlo sobre a imagem final.

 

6 – Bateria suplente

A bateria descarrega com facilidade com o frio e em longas exposições. É importante que leves uma bateria suplente.

 

Além de preparares estes 6 itens, para fotografar à noite é necessário compreender as noções básicas de Fotografia, como por exemplo: o ISO, a abertura de Diafragma e o Tempo de Exposição.

Inicialmente, será difícil obteres aquela fotografia que tanto ambicionas, mas não desistas!
Queres aprender mais? Visita a oferta formativa da Academia Olhares em olhares.com/academia

 

Foto de unsplash.com