Ainda não protege o seu trabalho fotográfico?

Ainda não protege o seu trabalho fotográfico? Pense outra vez.([1])([2])

Mário Serra Pereira ([3])

A história conta-se em poucas palavras e acaba por ser um lugar comum ([4]).

O fotógrafo foi convidado para fazer a cobertura fotográfica do casamento de um velho amigo. Acertadas as condições e porque a lei não exige a forma escrita, apertaram as mãos e o acordo ficou selado. O fotógrafo teve, ainda assim, o cuidado de especificar perante os noivos que os direitos de autor pelo trabalho realizado seriam seus, sem prejuízo das entregas que foram combinadas (em suporte de papel e eletrónico). Por seu lado, os noivos apenas lhe pediram que realizasse um trabalho que pudesse ser recordado mais tarde com uma nota artística, sem prejuízo de serem feitas as fotografias habituais com os convidados e nos momentos chave do evento.

Após a primeira triagem, o fotógrafo disponibilizou miniaturas não editadas ([5]) do trabalho aos noivos. Felizes com o momento e o trabalho, com autorização do fotógrafo, os noivos colocaram 3 fotos na sua página do Facebook. As fotos estavam visíveis para qualqu