Clique 2.0 – Falar, ver e fazer fotografia – Sessão com Mário Cruz

Runaway talibes stand on the bank of Senegal river, in Saint Louis city, north of Senegal, May 20, 2015. Saint Louis is known as Talibe city. A city with small proportions compared to Dakar but with a large number of Talibes. Due to that many of them choose the streets instead of Daaras.
© Mário Cruz

 

Clique 2.0 – Falar, ver e fazer fotografia, com Mário Cruz

No dia 21 de setembro, às 19h30, no Palácio Anjos em Algés, o fotógrafo Mário Cruz, vencedor do World Press Photo 2016, na categoria Assuntos Contemporâneos, com “Talibes – Escravos dos Tempos Modernos”, apresenta o seu trabalho e conversa com o público.

Uma iniciativa do Trinta Dias, roteiro da Câmara Municipal de Oeiras, na sequência de anteriores sessões que contaram com a presença de Alexandre Almeida, Luiz Carvalho, Gastão de Brito e Silva, Nelson d’Aires, António Pedro Ferreira, Pauliana Valente Pimentel, Luis Filipe Catarino, Nikos Economopoulos, John Gallo, Ana Brígida e Valter Vinagre.

Entrada livre.

Mário Cruz nasceu em Lisboa em 1987. Teve a primeira câmara fotográfica aos 12 anos. Estudou fotografia no Cenjor – Centro Protocolar de Formação Profissional para Jornalistas. Em 2006, com 19 anos, começou a colaborar com a agência Lusa, onde hoje é fotojornalista. A partir de 2012 passou a dedicar-se a projectos pessoais, em redor de temas de direitos humanos e justiça social, como “Cegueira Recente”, que venceu em 2014 o Prémio Fotojornalismo Estação Imagem Mora. No ano seguinte, com “Roof”, sobre os sem-abrigo e a ocupação de casas abandonadas em Lisboa, foi selecionado para o “30 Under 30”, um concurso promovido pela Magnum Photos que distingue 30 fotógrafos com menos de 30 anos. Em 2016, com “Talibes – Escravos dos Tempos Modernos”, recebeu vários prémios, tais como o World Press Photo, na categoria Assuntos Contemporâneos, o POYi – Picture of the Year International, o Prémio Fotojornalismo Estação Imagem Viana do Castelo, e o prémio do júri dos Magnum Photography Awards. Esse projecto, sobre crianças escravas no Senegal e na Guiné-Bissau, daria origem a um livro, finalista do 2016 FotoEvidence Book Award. O seu trabalho tem sido publicado na imprensa nacional e internacional.

INFORMAÇÕES

tel. 214 404 829, foto30dias@cm-oeiras.pt