Como ganhar dinheiro com fotografia

 

Porquê o marketing?

Montar um negócio relacionado com fotografia depende dos seus conhecimentos de gestão. Claro que o talento também ajuda, site mas não é garantia de uma carreira de fotógrafo bem-sucedida. Conhecer as receitas e despesas associadas ao negócio é que traz rentabilidade. Ter a noção da qualidade dos seus produtos e serviços contribui positivamente para a sua reputação. Igualmente importante é perceber como atrair novos clientes e manter os atuais para que o seu negócio dê lucro. A isto chama-se Marketing e este desempenha um papel fundamental em todas as vertentes do seu negócio de fotografia.


Marketing não é publicidade

Publicidade é ato ou o efeito de dar a conhecer um produto ou um conjunto de produtos, incitando ao seu consumo. Pode ser entendida como a arte de convencer, persuadir e seduzir. É um processo comunicativo que difunde informação através de diferentes meios, seek tais como a televisão, a rádio, a Internet e a imprensa escrita. A publicidade faz parte do plano de marketing.  Todas as outras coisas que faz são marketing, porque pode influenciar se alguém compra os seus artigos/serviços ou volta enquanto cliente.

A forma como atende o telefone, a rapidez com que entrega os seus trabalhos fotográficos, a sua aparência e o envio de um cartão de agradecimento são todas ações de marketing. A sua marca é a sua reputação. A experiência enquanto cliente faz toda a diferença e desempenha um grande papel no facto de alguém voltar à procura de mais serviços ou aconselhá-lo aos amigos e/ou outras empresas.

 

como ganhar dinheiro com a fotografia


Onze estratégias de marketing

1. Planeie a experiência do cliente: planeie os detalhes daquilo que os seus clientes experienciarão quando trabalharem consigo ou tiverem uma relação comercial com a sua marca. Comece pela forma como se irá apresentar e vá até ao detalhe da entrega do cartão de agradecimento no final. Como vai entregar as fotografias? Para alguns fotógrafos, malady a apresentação é tudo. Para alguns clientes, o importante é a rapidez e a facilidade com que podem descarregar as fotografias. Mas uma coisa é garantida, quanto mais comunicar com os seus clientes, mais satisfeitos eles estarão no final do trabalho.

2. Erros: como vai lidar com os erros?  Para a sua marca sobreviver, terá de resolver os problemas rapidamente e com soluções sensatas. Isto está relacionado com o marketing, porque uma má reputação afetará o seu negócio. Mas lembre-se, o ótimo é inimigo do bom, nunca conseguirá agradar a toda a gente. É impossível. Tente pensar em todas as situações que podem correr mal e na forma como lidaria com elas. Basicamente, tenha um documento com planos de contingência acessível para que não tenha de reinventar os seus protocolos de gestão para cada situação.

3. Redes Sociais: um negócio centra-se não só nas pessoas, mas também no desenvolvimento de relações pessoais, profissionais e comerciais.  Uma das melhores formas de fazer crescer um negócio de dar-lhe credibilidade é através de testemunhos. Tal como nos negócios offline, as pessoas são o segredo para o sucesso.  Enquanto fotógrafo tem a sorte da partilha de fotografias ser uma ação muito bem recebida pelas redes sociais. Mostrar as suas últimas fotografias à família e aos amigos pode levar a recomendações e partilhas, porque eles acreditam no seu negócio e confiam em si. O Twitter, o Google+, Olhares.com ou Youtube podem ajudar a catapultar o seu negócio para novos horizontes. Mas falaremos em maior pormenor sobre redes sociais num outro artigo.

4. Não se esconda: as pessoas gostam de ser reconhecidas. Os melhores networkers são aqueles que se mostram, não são egocêntricos e apresentam as pessoas umas às outras. Resulta. Vai ser lembrado de uma forma positiva e as outras pessoas estarão mais dispostas a recomendá-lo, porque gostam de si.

5. Pague depressa: esta é difícil, porque o rendimento de um fotógrafo não é constante ou também está à espera que lhe paguem. Mas os seus fornecedores fazem parte da sua rede. Muitas vezes trabalham na mesma indústria e tudo se sabe.  É mais provável que falem bem de si e do seu negócio se lhes pagar a tempo e horas ou mesmo antes do prazo estipulado. Se estiver com problemas em pagar, mantenha-se sempre em contacto com o fornecedor.

 

 

6. Código de Honra: Convenhamos, vivemos numa época em que qualquer pessoa pode ser fotógrafo. Saber como fazer composição de imagens, alcançar o melhor grau de exposição e fazer com que os nossos amigos gostem das nossas fotografias não são os pré-requisitos para ser fotógrafo profissional. É fácil obter uma excelente fotografia bastando para tal tirar o telemóvel do bolso e premir um botão. Os fotógrafos profissionais têm de fazer mais do que apenas tirar fotografias bonitas para atrair clientes. Têm de ser capazes de oferecer algo diferenciador para se destacarem da concorrência. Não basta dizer que tem o melhor serviço ou que pratica os preços mais baixos do mercado. Estas são as técnicas de alguém que pouco percebe de gestão ou que está prestes a fechar o negócio. Alie uma tecnologia, indústria ou um talento adicional à sua competência fotográfica central. Dessa forma quando o escolherem como fotógrafo é porque querem o seu estilo e serviços. E, assim sendo, estarão também dispostos a pagar preços altos.

7. Aumente os preços
esta é uma das coisas mais contra-natura que um fotógrafo pode fazer. É verdade que pode perder alguns clientes e oportunidades. Poderá trabalhar menos, mas a longo prazo a probabilidade de ganhar mais dinheiro é maior. Há exemplos de fotógrafos que sempre que aumentam os preços perdem clientes que lhes tomam demasiado tempo e não querem pagar por isso. A chave está em encontrar novos clientes que acreditem que os fotógrafos de qualidade cobram mais e estão dispostos a pagar para ter os melhores.

8. Torne-se num perito: esta é uma excelente técnica. Escreva livro e/ou artigos para fotógrafos, dê palestras e faça consultoria na área da fotografia. Neste sentido, as redes sociais são fundamentais. A atividade online e offline relacionada com fotografia fazem com que os conteúdos que cria sejam partilhados e que as ligações aos seus Websites sejam mais abundantes, o que contribui para um melhor posicionamento do seu perfil nos motores de busca. Dessa forma, é mais fácil e orgânico os possíveis clientes encontrarem os seus serviços.

9. Peça para comprarem: esta é uma técnica de vendas que deverá fazer parte do seu plano de marketing. Quando estiver a informar um possível cliente acerca dos seus serviços, peça para o contratarem. Tenha contratos prontos ou, no mínimo, um PDF para enviar imediatamente por email. Não precisa de forçar. Lembre-se, tem de ser o primeiro a vender os seus serviços.

10. Publicidade: tire partido dos meios digitais. Coloque anúncios no Facebook ou crie uma conta no Google Adwords. A Internet é a maior montra que pode ter. Com orçamentos reduzidos consegue chegar a públicos que nunca imaginou. E, através dessas plataformas, as capacidades de segmentação são infinitas. Meça o retorno do investimento verá que é praticamente garantido.

11. Email: Não se esqueça do email. Este é um dos canais de marketing digital mais poderosos. Não compre Bases de Dados, recolha os seus próprios emails oferecendo newsletters. Esta ação encaixa na perfeição com a estratégia de se tornar num perito. Pode até permutar emails por uma fotografia ou por dicas de fotografia. Por fim, quando conhecer alguém, peça-lhes o cartão-de-visita pedindo autorização para lhes poder enviar a sua newsletter, dicas de fotografia ou atualizações de portefólio.

 

Lembre-se, tudo o que faz é marketing. Isto é particularmente verdade se o seu trabalho tiver muita exposição. Muitos fotógrafos profissionais da atualidade começaram e continuam a publicar fotografias em plataformas de Fotografia online como o OLHARES.COM. Analise sempre o que está a fazer e verá que conseguirá construir um negócio de fotografia rentável.

 

Artigo baseado em: Rosh Sillars, 11 Marketing Strategies for Photographers