Dois portugueses entre os melhores jovens fotojornalistas do mundo

José Sarmento Matos, freelancer, e Mário Cruz, da agência Lusa, escolhidos para 30 Under 30, patrocinado pela Magnum.

Os fotojornalistas portugueses José Sarmento Matos e Mário Cruz estão entre os 30 vencedores de um concurso internacional de fotojornalismo, patrocinado pela agência Magnum Photo, que dará direito a uma exposição no Reino Unido, foi anunciado esta segunda-feira.

Os vencedores do concurso internacional 30 Under 30, destinado a jovens fotojornalistas de todo o mundo com menos de 30 anos que tenham documentado temas da sociedade, foram anunciados esta segunda-feira no site da rede internacional Ideas Tap, parceira desta iniciativa.

O trabalho dos 30 vencedores estará exposto de 21 a 24 de Março, no The Photography Show, em Birmingham, destinado a profissionais do fotojornalismo, fotografia e da cultura.

Além disso, os trabalhos serão divulgados nos sites da Magnum Photos e do The Photography Show e estarão nomeados para três People’s Choice Awards [prémios de escolha do público], que serão votados através das redes sociais e do site do The Photography Show.

Mário Cruz, 27 anos, fotojornalista da agência Lusa, candidatou-se com um trabalho sobre a crise em Portugal, retratando a realidade de quem vive em locais abandonados de Lisboa. José Sarmento Matos, 26 anos, freelancer, concorreu com uma reportagem sobre pessoas que tentam ultrapassar traumas relacionados com violência. Este trabalho, disse à Lusa o fotojornalista, foi feito em parceria com a Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV) e deverá ser editado este ano em livro.

Mário Cruz venceu em 2014 o prémio de fotojornalismo da Estação Imagem, com o trabalho Cegueira recente. A reportagem Roof, candidata a 30 Under 30, esteve em destaque no final do ano passado no diário norte-americanoThe New York Times.

José Sarmento Matos, que se reparte actualmente entre Lisboa e Londres, já teve trabalho publicado nos jornais The Guardian, The Sunday Times, PÚBLICO, onde estagiou, e Financial Times, que o distinguiu recentemente por causa de um trabalho em Londres.

Os vencedores foram escolhidos por um júri constituído pela fotojornalista Gemma Padley, o editor de fotografia da Financial Times Weekend Magazine, Josh Lustig, e pelos fotógrafos da Magnum Chris Steele-Perkins e Moises Saman.

Os fotojornalistas portugueses José Sarmento Matos e Mário Cruz estão entre os 30 vencedores de um concurso internacional de fotojornalismo, patrocinado pela agência Magnum Photo, que dará direito a uma exposição no Reino Unido, foi anunciado esta segunda-feira.

Os vencedores do concurso internacional 30 Under 30, destinado a jovens fotojornalistas de todo o mundo com menos de 30 anos que tenham documentado temas da sociedade, foram anunciados esta segunda-feira no site da rede internacional Ideas Tap, parceira desta iniciativa.

O trabalho dos 30 vencedores estará exposto de 21 a 24 de Março, no The Photography Show, em Birmingham, destinado a profissionais do fotojornalismo, fotografia e da cultura.

Além disso, os trabalhos serão divulgados nos sites da Magnum Photos e do The Photography Show e estarão nomeados para três People’s Choice Awards [prémios de escolha do público], que serão votados através das redes sociais e do site do The Photography Show.

Mário Cruz, 27 anos, fotojornalista da agência Lusa, candidatou-se com um trabalho sobre a crise em Portugal, retratando a realidade de quem vive em locais abandonados de Lisboa. José Sarmento Matos, 26 anos, freelancer, concorreu com uma reportagem sobre pessoas que tentam ultrapassar traumas relacionados com violência. Este trabalho, disse à Lusa o fotojornalista, foi feito em parceria com a Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV) e deverá ser editado este ano em livro.

Mário Cruz venceu em 2014 o prémio de fotojornalismo da Estação Imagem, com o trabalho Cegueira recente. A reportagem Roof, candidata a 30 Under 30, esteve em destaque no final do ano passado no diário norte-americanoThe New York Times.

José Sarmento Matos, que se reparte actualmente entre Lisboa e Londres, já teve trabalho publicado nos jornais The Guardian, The Sunday Times, PÚBLICO, onde estagiou, e Financial Times, que o distinguiu recentemente por causa de um trabalho em Londres.

Os vencedores foram escolhidos por um júri constituído pela fotojornalista Gemma Padley, o editor de fotografia da Financial Times Weekend Magazine, Josh Lustig, e pelos fotógrafos da Magnum Chris Steele-Perkins e Moises Saman.

Via Público