Encontros do Olhar 2010 – IPF

© Arquivo Fotográfico da Câmara Municipal de Évora
© Arquivo Fotográfico da Câmara Municipal de Évora

No âmbito dos “Encontros do Olhar” deste ano, António Manuel Morais organiza o primeiro ciclo de conferências “Contributos para a História da Fotografia em Portugal: uma Perspectiva“, composto por 6 sessões, em Lisboa.

Cada sessão será acompanhada por uma exposição de fotografia.

Datas e temas do ciclo de conferências (Lisboa):

9 de Março – “Das Origens à I Guerra Mundial”

23 de Março – “De 1920 a 1949: A Fotografia como Indústria e Comércio VS Imagem como Arte”

20 de Abril – “De 1950 a 1974: A Revolta das Ideias e dos Olhares”

18 de Maio – “Anos 70 a 90’s: A Fotografia como Testemunho e as Evoluções Artísticas”

22 de Junho – “A Imagem Fotográfica Hoje. Reflexões sobre as tendências”

20 de Julho – “A Formação em Fotografia, Audiovisuais e Mutlimédia: Que caminhos?”

A próxima conferência realizar-se-á no dia 9 de Março de 2010, pelas 19h, no IPF de Lisboa (Rua da Ilha Terceira, 31A) e abrangerá o tema seguinte: “Das Origens à I Guerra Mundial“.

Os convidados para esta conferência são António Manuel Morais e Carmen Almeidam (da Câmara Municipal de Évora).

Sinopse

Fotografia e Fotógrafos no Alentejo Oitocentista

Contrariamente ao que se poderia esperar a fotografia penetrou cedo no Alentejo, mesmo nas zonas mais interiores.

A divulgação do novo invento remonta aos primeiros anos da década de 40 do séc. XIX, podendo estabelecer-se três períodos marcantes no desenvolvimento do novo invento no espaço Alentejo:

• Um primeiro período correspondente à chegada dos primeiros fotógrafos viajantes ( 1839- 1860), em que a existência de vias de comunicação hospedarias e dinamismo económico foram determinantes;

• Um segundo período de divulgação correspondente à passagem dos fotógrafos itinerantes e implementação dos primeiros estúdios temporários (1860-1880);

• Um terceiro período, correspondente ao aparecimento dos primeiros estúdios permanentes, ao incremento do n.º de amadores fotográficos e à democratização da imagem fotográfica (1880-1920).

Neste cenário é possível destacar alguns casos particulares, nomeadamente o de alguns fotógrafos de Évora, ou ali residentes.”

A exposição que segue esta primeira conferência será constituída por imagens do Arquivo Fotográfico da Câmara Municipal de Évora e estará patente até ao dia 23 de Março de 2010.

Entrada gratuita.

Para mais informações, consulte o site do IPF.