Exposição Fotográfica de Bernardo Markowsky – Deixar a Terra

© Bernardo Markowsky
© Bernardo Markowsky

A exposição de fotografias de Bernardo Markowsky, sale intitulada “Deixar a Terra”, estará patente até dia 20 de Dezembro de 2009, na Galeria do Palácio.

“Sou eu mesmo que falo. Servindo-me da minha própria língua para exprimir o meu pensamento, a verdade tal qual a encontrei à frente dos meus pés e no confronto com o meu olhar”. Bernardo Markowsky.

Nascido em 1951, em Greifswald (ex-RDA), Bernardo Markowsky realiza as suas primeiras experiências fotográficas em 1980, após a sua saída de prisão e o seu exílio, ambos por motivos políticos.

Efectuou uma reportagem fotográfica na Polónia, em 1981.

Também viajou pela Índia, Caxemira, Bangladesh, Quénia, Somália, Roménia e Checoslováquia, trabalhando, enquanto freelancer, para diversas revistas (Stern, etc.).

“Conseguindo sempre uma forte cumplicidade com os seus habitantes permitiu-lhe que os fotografasse de uma forma natural e honesta. Cada ser humano é representado com grande dignidade e nobreza. As suas imagens são realidades actuais a que o mundo assiste, como o drama da guerra, da sobrevivência, da miséria e da fome.”

Hoje, e desde de 2002, Bernardo Markowsky vive em Vila Nova de Gaia.

Na Rua Dom Manuel II, Jardins do Palácio (Porto), exposição aberta de Terça-feira a Domingo, das 10h às 18h.