EXPOSIÇÃO TRANSVERSALIDADES | FOTO VC | Vila do Conde

FOTOVC 2019

 

O FOTOVC | Ciclo de Exposições de Fotografia com curadoria do fotógrafo J. Pedro Martins e alto patrocínio da Câmara Municipal de Vila do Conde leva a efeito a sua 10ª exposição (5ª do presente ano).

Assim, inaugura no próximo sábado dia 07 de setembro pelas 17:30, no Auditório Municipal de Vila do Conde, a Exposição “Transversalidades 2018 | Fotografia sem fronteiras”.

 

A exposição principal da sétima edição do Concurso Transversalidades reúne os portefólios vencedores e uma seleção de fotografias submetidas por cerca de 800 concorrentes, oriundos de mais de 60 países, organizada em torno de quatro núcleos temáticos: Património natural, paisagens e biodiversidade; Espaços rurais, agricultura e povoamento; Cidade e processos de urbanização; Cultura e sociedade: diversidade cultural e inclusão social.

A mostra faculta uma viagem por amplas e diversas geografias, permite ler e interpretar as paisagens naturais, económicas, sociais e culturais representativas de distintos contextos dos cinco continentes. Através destas imagens os nossos olhares cruzam processos de mudança em várias regiões do mundo, observam diferentes modos de organização social e espacial,
captam sinais de arcaísmos e de inovações, percorrem quer as metrópoles mais populosas como as áreas rurais mais remotas e recônditas.

 
A exposição decorre até ao dia 04 de Outubro estando ainda aprazada uma Conversa sobre fotografia que se realizará no dia 28 de setembro pelas 18:00 horas.
 
 
 
Informação paralela
Transversalidades – Fotografia Sem Fronteiras é um projeto promovido pelo Centro de Estudos Ibéricos (CEI) que, além dum Concurso homónimo, promove outras iniciativas em torno da Imagem & Território. O projeto é aberto aos que, nos diversos países de todos os continentes, submetam imagens ao Concurso e se pretendam associar aos Encontros, Mostras e Debates promovidos regularmente.
A importância que a imagem assume nas sociedades contemporâneas levou o Centro de Estudos Ibéricos a lançar o projeto Transversalidades – Fotografias sem fronteiras com o objetivo de, através da imagem, promover cooperação entre pessoas e instituições, bem como a inclusão de territórios, sobretudo os mais votados a processos de exclusão ou esquecidos pelos media, que deixam em branco vastas áreas do planeta.
O projeto recorre à imagem como meio de promover a cooperação territorial privilegiando as seguintes apostas:
  • Aproveitar o valor estético, documental e pedagógico da imagem para promover a inclusão dos territórios menos visíveis, inventariar recursos, valorizar paisagens, culturas e patrimónios locais;
  • Promover a cooperação entre pessoas, instituições e territórios, fomentar a troca de experiências e de conhecimentos entre espaços espalhados por diferentes países dos vários continentes;
  • Formar novos públicos e usar a imagem e as novas tecnologias de comunicação como meio privilegiado de comunicar, apelando à participação de jovens estudantes universitários e, assim, alargar a rede internacional de investigadores que se vai organizando a partir do CEI.


O concurso de fotografia apela à apresentação de imagens que retratem espaços de aquém e além-fronteiras, dispersos pelos vários continentes, visando documentar a diversidade de Territórios, Sociedades e Culturas, ler e interpretar multiplicidade de paisagens naturais, económicas, sociais e culturais que se encontram dispersas pelas amplas geografias do planeta.

Os portefólios submetidos a concurso enquadram-se num dos seguintes temas:

  1. Património natural, paisagens e biodiversidade (recursos e riscos naturais; aproveitamento, gestão e ordenamento dos espaços naturais; diversidade de contextos e de relações homem-meio, etc.).
  2. Espaços rurais, agricultura e povoamento (produtos e produções agrícolas; organização do espaço rural; lugares e arquitetura rural; mobilidades, etc.).
  3. Cidade e processos de urbanização (cidade, arquitetura, regeneração e processos de urbanização; paisagens, ambientes e vivências urbanas, etc.)
  4. Cultura e sociedade: diversidade cultural e inclusão social (património construído e cultural; modos de vida e condições sociais; luta contra a pobreza e a exclusão social, etc.)

As imagens recolhidas no âmbito deste concurso documentam a diversidade de territórios, sociedades e culturas de diferentes continentes, dispersas por tão amplas geografias, permitirão lançar olhares cruzados sobre os atuais processos de reestruturações que percorrem as várias regiões do mundo, mostrar diferentes modos de organização social e espacial, captar sinais de continuidade e de mudança, arcaísmos e inovações que se manifestam nas metrópoles mais populosas, nas áreas rurais, que enfrentam o despovoamento, nos mais remotos e longínquos espaços fronteiriços.

A leitura e a interpretação das paisagens naturais, económicas, sociais e culturais permitidas pelas fotografias transformam-na num importante elemento de cooperação territorial, valioso instrumento de promoção da inclusão dos territórios periféricos e menos visíveis.

 

Captura de ecrã 2019-09-05, às 13.14.58