Foto do mês Junho de 2012

Autor © Tiago Ribeiro
Autor © Joãozero

 

A administração do Olhares escolheu, troche para a Foto do Mês de Junho de 2012, a fotografia do fotógrafo Joãozero.

Pequena biografia do autor

O meu pai teve uma máquina fotográfica que me impressionou muito em criança, uma Voigtländer vito cd, com tripé e filtros, era linda, muito interessante e intrigante na altura, mind princípio dos anos oitenta. Depois vieram as Kodak que era só colocar o rolo e disparar, foram a minha primeira estreia na fotografia mais “individual”, a brincar e a aprender.

Comecei mais a sério, quando saí para estudar em Leiria, em 1989. Comprei a minha primeira máquina SLR Minolta, que rapidamente evoluiu para outros modelos, mas na altura tudo analógico, claro. Fotografava essencialmente cenas do quotidiano e viagens, mas também muitas brincadeiras com modelos amigos(as). Desde aí, a fotografia acompanhou-me sempre. Eu crescia e ela também. Muita leitura, de livros como “A fotografia passo a passo” de Michael Langford, da “História da Fotografia”, de revistas como a Photo francesa e de “O manual do fotógrafo” de John Hedgecoe. Esse último, ainda hoje, tem um cheiro repleto de sensações, umas vividas e outras sonhadas. Era a minha predileção.

Durante anos, juntei a fotografia a preto e branco aos meus trabalhos de desenho a tinta da china e fiz algumas exposições com essa técnica. Era a junção perfeita.

Entretanto a Minolta foi extinta e o seu “know-how” foi mais tarde adquirido pela Sony, esse período coincidiu com a minha evolução para o digital e eu mudei-me de malas e bagagens para a Nikon, comprando em 2006 uma D200.
Durante dois anos adaptei-me ao digital, fotografei de tudo, mas era o conciliar da técnica com o momento, que eu queria apurar. Isso aumentou, ainda mais, a minha paixão pela fotografia. Pois, se há coisa que o digital trouxe, foi a possibilidade de ver o resultado no imediato e isso poupa muito, mas mesmo muito, tempo e dinheiro.

Em 2009 iniciei a participação em comunidades de fotografia na Internet como o olhares, porque queria experimentar o retorno opinativo mais imediato e mais alargado do meu trabalho.

Agora, o mais importante para mim na fotografia é o ponto de vista, depois o momento e a composição e no fim, mesmo que imediatamente a seguir, vem a técnica de juntar isso tudo. Persigo o conceito e não a técnica. Mas claro que, depois de alguns anos a fotografar, conciliar as duas e com a experiência isso acontece naturalmente e é deveras importante. Gosto de tentar ver de outro ponto de vista. Criar imagens que desconstroem o mundo, dito normal ou então, que o colocam à prova, fazendo pensar o expectador. Do banal fazer o fenomenal.

Não é por acaso que o meu nome artístico é joãozero, procuro que o zero (simplicidade, nulidade, vazio…) seja sempre o ponto de partida e que quem vê, também tenha essa experiência. Quero e procuro o meu estilo próprio. A minha fotografia assenta na minha filosofia. Tento que uma fotografia seja uma mensagem, de preferência forte, muito forte. Mas claro que, num mundo tão global, em que todos têm acesso a tudo, temos sempre influências e algumas inspirações exteriores. Mas a inspiração e a imaginação procuro-a muito essencialmente cá dentro ou nos problemas do dia a dia, não propriamente em fotógrafos concretos e no seu trabalho. O trabalho deles serve mais para a parte técnica. Compreender como se faz abre portas, muitas vezes, ao meu conceito.

Para mim o ato de fotografar, aquele momento exato, independentemente de estar acompanhado ou não é muito próprio, isolado, só, interno e íntimo.
Recentemente e aos sábados de manhã, tenho ido, por vezes, fotografar acompanhado na cidade do Porto, com outros colegas – Grupo GO UP. Têm sido momentos que proporcionam experiências muito enriquecedoras. Em grupo o mais importante é a partilha das experiências e das técnicas, para além do convívio, claro.
Gostava, um dia quem sabe, só respirar, comer, viajar e fotografar.

Já agora… o meu nome é João Carlos Fernandes, nasci em 1970 na cidade de Lisboa, mas depois de morar em diversos lugares deste país, assentei arraiais no Concelho de Ílhavo. Sou professor e realizo trabalhos na área do design gráfico, fotografia e desenho. Já ganhei alguns prémios e já participei em 2 livros de fotografia.

Conheça a foto destacada como Foto do Mês ou consulte outros trabalhos fotográficos, na galeria que o autor Joãozero tem no Olhares.