Optimizar a nitidez das fotografias no Olhares – dicas de utilizador para utilizador

Tutorial sobre optimização da nitidez das fotografias no Olhares

* Por Gilberto Silva

A primeira versão deste artigo era tão técnica e extensa que, quando o concluí, nem eu próprio o conseguia voltar a ler. Por isso, decidi reescrever tudo de uma forma muito pragmática, para que todos os utilizadores do Olhares possam usufruir dele. Este tópico serve também para podermos abrir uma troca de ideias acerca deste assunto, visto que eu sou apenas um amador interessado e escrevo numa perspectiva utilizador-utilizador.

O principal objectivo deste texto é ajudar a formular uma predefinição que permita fazer o upload de uma fotografia no site Olhares, sem que haja perda substancial da qualidade da mesma.

Para a explicação deste tutorial utilizarei como base o Lightroom. Softwares equivalentes também deverão ter definições idênticas.

Dividi o artigo em três partes:
– criação de um preset de output;
– imagens de teste;
– teste com imagens reais.

 

Criação do preset

Se fazem uploads regulares no Olhares, não há nada mais prático do que criar um preset
de gravação de ficheiros (Arquivo>Exportar>Adicionar).

imagem1

Acima encontram-se as únicas predefinições críticas. Vejamos:

Tamanho da imagem – Predefinição crítica. Caso a nossa imagem tenha uma das dimensões acima das referenciadas, o algoritmo do site automaticamente faz um resize à fotografia, o que tem um impacto brutal na nitidez final da fotografia.
Nitidez de saída – Deverão sempre escolher a nitidez para tela, caso queiram exibir a imagem na web. Nas minhas definições utilizo sempre a intensidade alta, para obter uma imagem mais crispy. Nota: A nitidez de saída por si só não é suficiente. Recomendo experimentarem o separador do Lightroom, Detalhe. Neste separador podemos aumentar a nitidez/contraste local ou diminuir o ruído da imagem em geral, compensando problemas com a sharpness da lente, por exemplo.
Resolução – Apesar de não ser uma consideração crítica, recomendo os 96 dpi. Ao fazerem um backup das fotografias do site, os arquivos seguem com essa resolução, por isso, é provável que o algoritmo que faz o upload das fotografias também tenha em consideração essa mesma resolução.

 

Imagens de teste

Retirei alguns printscreens de imagens de teste do Olhares (alguns devem ter reparado que andei a fazer testes). Um teste foi carregado com a resolução ideal (1920X1080px) e o outro com ligeiramente mais resolução (2000X1125px).

Verifiquem as diferenças abaixo:

imagem3
Teste 1 – 1920x1080px
imagem2
Teste 2 – 2000x1125px

Na primeira imagem (Teste 1) temos uma imagem mais sharp (mais nítida) porque não necessitou da alteração de tamanho, escapando ao algoritmo de compressão do site.

 

Teste com imagens reais 

A diferença que se vê em imagens reais não é impressionante. Ainda assim, em fotografias cujo extremo detalhe seja necessário, notaremos algumas diferenças. Notaremos em geral que a imagem já tem um “look mais fiel ao original”. Vejamos estas comparações (na coluna da esquerda as fotografias ultrapassam a resolução ideal, na coluna da direita, não ultrapassam):

 

Como podem verificar, o contraste local das imagem à direita é maior. No geral, os pormenores estão mais definidos. Em geral obtemos uma imagem mais sharp. Isto tudo em duas imagens que apenas diferem um pouco em termos de resolução (1100px vs 1080px). Como se costuma dizer: “a diferença está nos pormenores”.