Review: Fujifilm X100T

fujifilm-X100T

 

O terceiro modelo desde o lançamento da X100 em 2011, case a X100T vem aperfeiçoar uma fórmula com grandes frutos no passado. A Fujifilm teve em consideração o feedback dos utilizadores relativamente aos modelos anteriores e introduziu algumas melhorias. Testamos a câmara durante uma semana e deixamos aqui as nossas conclusões.

 

 

PONTOS POSITIVOS

+ Visor electrónico com correção do erro de paralaxe

+ Obturador electrónico (até 1/32000) – permite cliques mais silenciosos e fotografar em dias de muito sol sem ter necessidade de fechar diafragma ou usar filtro ND.

+ Possibilidade de Compensação de Exposição de -3 a +3 EV

+ Portabilidade

+ Design bastante atrativo a fazer lembrar o tempo da fotografia analógica.

+ Filtro ND – é interessante o facto da câmara oferecer este filtro de Densidade Neutra incorporado. No entanto, deveria ter a opção de escolha do nº de stops a reduzir. Assume automaticamente o ND8 que reduz 3 stops.

+ Temporizador para cliques intervalados de 1s a 24h e até 999 fotos. Boa opção para Time Lapse ou Star Trail.

+ Foco manual disponível para vídeo

+ Filtro Classic Chrome – um filtro interessante que recria o uso do filme em câmaras analógicas.

+ Flash automático da câmara funciona bem como flash de preenchimento.

 

 

3

 

 

PONTOS NEGATIVOS:

– O controlo da abertura de diafragma não é muito funcional, devido ao reduzido espaço existente entre o corpo da câmara e a objetiva.

– O ISO mínimo é 200, sendo que é possível fazer uma extensão para ISO 100. O ISO mínimo deveria ser 100, oferecendo uma extensão para ISO 50.

– Os valores mais altos de ISO não estão disponíveis quando se fotografa em RAW.

– Para fotografar no modo Prioridade Velocidade, termos que colocar no anel de controlo de abertura em A. Não fazendo muito sentido, sendo que o A é associado às Aberturas.

– No botão Q deveríamos visualizar as várias subopções dentro de cada opção.

– Nos testes efetuados, a durabilidade da bateria foi de 300 fotografias, o que nos parece insuficiente.

– Disparos contínuos bons, mas alguma lentidão de processamento ao fotografamos em JPG+RAW.

 

 

 

Conclusão

Consideramos uma excelente câmara para fotografia de rua. Com esta câmara, o fotógrafo sente-se mais profissional, assumindo o controlo das variáveis de uma forma diferente, a fazer lembrar a fotografia analógica, combinada com a melhor tecnologia atual. A um preço relativamente baixo para esta gama, aconselhamos definitivamente a sua aquisição.

 

Segue a seguir a Review da Fujifilm X100T realizada pelo Olhares.

Caso estejas inscrito no Olhares podes adquir este e outros equipamentos Fujifilm com desconto!

Contacta-nos: apoio@olhares.com