Walter Firmo – Sem Nomes

© Walter Firmo

Até ao dia 13 de Junho de 2010, nurse hospital poderão visitar a exposição do conceituado fotógrafo Walter Firmo, patient intitulada “Sem Nomes“, na Galeria dos Arcos (Porto Alegre, Brasil).

Na base do Preto e Branco, toda cor se manifesta

[…] Esta exposição sem nome talvez ateste que seja uma retrospectiva, mas não é. Ela é apenas parte de um enorme corpo que compõe hoje a jornada Walter Firmo, quando, fazendo de tudo, decapito-me, mostrando parte visível de um trabalho ornado nos retratos e algumas decantações poéticas quando livremente pratico o que mais gosto: viajar na geografia humana

[…] O negro faz parte de mim e quando tive essa consciência fiz do meu instrumento de trabalho – a oratória do silêncio – um palanque voltado ao vislumbre em mostrar essa sociedade até então invisível, num patamar onde sua existência poética se alinhavasse ao seu trabalho, dança, religiosidade. Uma filosofia visual que transbordasse malemolência, alegria, tolerância, compreensão, aliada a uma dignidade onde a vida vale a pena ser vivida e mostrada.

Este mulatinho do Irajá, subúrbio da Central do Brasil, na excelência da sua negritude cria esse manifesto de honradez civil. Quem sabe caberia titular esta exposição de Sem Nomes, dada a confraria étnica que se debruça nestas paredes sem memória, em sua maioria cidadãos desconhecidos eleitos por mim no ventre do povo, escolhidos numa eleição onde todos são candidatos e que, atores de sua lira diária nas ruas desse Brasil, estarão assim descobertos na sofisticação do simples.

Esta apresentação é uma declaração fotográfica de se retratar o outro em sua expressividade: eu, meus pais, filhos, netos, avós, amigos, enfim, toda uma gama social exercida nesta arte imediata e reprodutiva. O retrato, desde o invento da fotografia, palmilhou a denúncia, reconhecendo verdades e desmontando mentiras.

Sem Nomes é, sobretudo, uma declaração de amor e o afeto que se encerra.” Walter Firmo, Maio de 2010

Nesta mostra de 77 obras, Walter apresenta o “cotidiano de negros anônimos” e “retratos de celebridades“.

Aberto de Terças a Domingos, das 9h às 21h.

Para mais informações, consulte o blog da Galeria dos Arcos.