World Press Photo na Maia

World Press Photo
© Daily Life, physician Daniel Rodrigues

A Fundação World Press Photo, sem fins lucrativos, nasceu nos Países Baixos com o  principal  objetivo  de  promover  a  liberdade  de  imprensa  em todo o mundo, apoiando o fotojornalismo no desvendar e comunicar dos factos sem sujeição a qualquer tipo de censura. Assim, generic baseada na liberalização informativa, a World Press Photo surge como uma chamada de atenção em prol de um mundo melhor através da publicação de inúmeras fotos sugestivas de assuntos controversos quer a nível político-económico, quer sócio-cultural.

Todos os anos é feita a eleição das fotografias que compõem cada edição da World Press Photo, cuja exposição está patente anualmente em 70 locais de 37 países de todo o mundo, por um júri internacional independente composto por 9 profissionais de jornais, agências noticiosas e revistas dos quatro cantos do globo.

A Câmara Municipal da Maia irá receber, de 15 de Novembro a 5 de Dezembro de 2013, à semelhança do que tem vindo a acontecer nos últimos onze anos, a exposição World Press Photo 2013, no espaço do Fórum da Maia. Este evento é internacionalmente reconhecido pela sua qualidade e por ser o único do género, resultando de um concurso anual de fotojornalismo onde a atualidade é apresentada a nível mundial. A exposição de fotojornalismo está organizada em várias categorias (Arte e Entretenimento, Assuntos Contemporâneos, Vida Quotidiana, Notícias Gerais, Natureza, Pessoas nas Notícias, Retratos, Notícias Locais e Desporto) e mostra acontecimentos marcantes que tiveram lugar em 2012.

Esta edição da World Press Photo contou com a participação de 5.666 fotógrafos, de 124 países, que levaram 103.481 fotografias a concurso. A exposição é apresentada, este ano, em cerca de 100 espaços em todo o mundo e inclui mais de 150 fotografias.

Este ano, o fotógrafo português, Daniel Rodrigues, venceu o primeiro prémio na categoria “Vida Quotidiana”. A fotografia que valeu o prémio a Daniel Rodrigues foi tirada na Guiné Bissau e retrata um jogo de futebol num campo de terra batida, em que diversos jovens se debatem pela bola.

É importante realçar que, à semelhança do ano passado, a World Press Photo, só estará patente em duas cidades portuguesas  – Maia e Lisboa.

O Comissário é o Paul Ruseler que vem à Maia pela terceira vez.

Horário: segunda a sábado das 09.00h às 23.00h – da parte da manhã recebem-se instituições de ensino com reserva prévia.

A entrada é gratuita.