Diáspora um projeto de Sérgio Morais

sergio-morais-diaspora-olhares
© Sérgio Morais

Diáspora*, um projeto que documenta as Comunidades Ucranianas em Portugal

*conjunto das comunidades fora da sua pátria que mantêm laços culturais e afetivos com o país de origem.

 

Os ucranianos começaram a vir para Portugal em maior escala, principalmente, no final dos anos 90. As condições prévias para esta vaga, foram os processos socioeconómicos na Ucrânia associados ao período de transição e desenvolvimento como jovem estado independente. Os ucranianos estabeleceram-se e cedo foram percepcionados como um povo trabalhador, alegre e livre de conflitos. Sempre em alta demanda no nosso mercado de trabalho, dado o seu alto nível educacional e perfil diligente, e por estas razões a sua integração foi facilitada.

Atualmente, à semelhança de outros países europeus, também em Portugal surgem extremismos e radicalismos populistas de diferentes quadrantes políticos, promovendo a negação dos valores civilizacionais que até aqui tínhamos tomado por garantidos. O discurso racista e xenófobo, a manipulação patológica da opinião pública através das redes sociais, o fascismo, o nazismo, o Leninismo, o Estalinismo e todos os outros “ismos” levam o fotógrafo a questionar cada vez mais a sua responsabilidade, enquanto criador e sobretudo enquanto portador da capacidade de comunicar através da imagem.

Desde 2014, após a anexação da Crimeia e a invasão do Leste da Ucrânia pelos vizinhos Russos, este país vive um conflito que já roubou a vida de 13 mil pessoas e fez 2,5 milhões de deslocados. Este conflito e a ameaça à soberania fez ressurgir sentimentos fervorosos de patriotismo e pertença, que ganharam forma através de diferentes manifestações como a música, a língua ucraniana, a poesia, os costumes e sobretudo os trajes tradicionais – Vyshyvanka (bordado) que portam com muito amor, orgulho e sobretudo saudade.

 

 

sergio-morais-diaspora-olhares
© Sérgio Morais

 

 

A objetiva do fotógrafo Sérgio Morais, procurou fazer o retrato de diferentes comunidades da diáspora ucraniana em Portugal. Pessoas e famílias que deixaram tudo para trás em busca de alternativas e oportunidades, rostos que não escondem a injustiça da guerra, olhos cheios de saudade, histórias de resiliência e superação como a do engenheiro aeroespacial que veio trabalhar na construção civil, rugas que contam histórias de fronteiras passadas durante a calada da noite e também dos seus filhos, esta 2ª geração já nascida em Portugal que representam o futuro e a esperança de um futuro melhor para a sua terra natal. 

As fotografias foram feitas com recurso a uma Sony A7RII, iluminação Rembrandt, iluminação split e iluminação lateral, sempre com a intenção de conferir alguma carga dramática ao trabalho (2 cabeças Godox, parabólicas e refletor). A edição procurou realçar a beleza  do sujeito de forma romântica, aproximando-os de uma pintura a óleo.

Este trabalho irá culminar num livro com cerca de 120 retratos e numa exposição itinerante com cerca de 60 retratos 40X60. Todo o dinheiro proveniente das vendas reverterá a favor da Associação ucraniana em Portugal “Anjos da Misericórdia”, que apoia ativamente as vítimas da agressão armada Russa.

 

 

Acompanha o trabalho do autor em olhares.com/sergiomoraisphotography

 

 

sergio-morais-diaspora-olhares
© Sérgio Morais

 


 

 

sergio-morais-diaspora-olhares
© Sérgio Morais