O Blackjack 21 e outras apostas como expressão de arte fotográfica

A fotografia e os casinos têm muito em comum. Ambos têm o poder de atrair olhares. A arte de fotografar vai além de carregar num botão de uma câmara fotográfica, trata-se do registo de um momento ou uma cena especial, escolhida por meio do olhar do observador. Por sua vez, os casinos, com as suas luzes e cores, transmitem essa mesma sensação de magnetizar o olhar das pessoas.

Se um fotógrafo tiver a oportunidade de passar, ainda que seja um dia, num casino, terá a possibilidade de capturar imagens muito particulares. Dentro dos jogos de casino mais comuns, poderá observar o olhar atento de um jogador de blackjack 21, a confiança de um apostador de poker, o giro emocionante da roleta, a magia das máquinas caça-níqueis, tudo isso, através das lentes será percebido num ensaio fotográfico.

 

pexels-pavel-danilyuk-7594187

 

Um jogador de elite

As salas de jogos sempre foram um cenário perfeito para os agentes secretos, sendo capazes de exibir através das personagens de Hollywood, dentro desse ambiente de mistério, luxo e competição, as cenas ideais para um bom filme de suspense. Um dos filmes mais conhecidos é o Casino Royale (2006), que corresponde à saga de James Bond, protagonizada por Daniel Craig. Os casinos têm um papel primordial em todos os filmes do agente secreto britânico.

A história baseia-se no início da carreira do agente 007, quando Bond se apaixona pela agente do Tesouro Britânico, Vesper Lynd, e com a qual compartilha uma missão muito importante, que tem por objetivo evitar que seja realizado um torneio de poker por meio de um banqueiro muito poderoso e grande inimigo de James, Le Chiffre. A dupla de agentes tenta a todo o custo impedir que se realize a partida que seria utilizada para financiar atentados terroristas. Dentro da trama, o espião passa por envenenamentos, recupera de um ataque cardíaco, e ainda assim consegue participar no torneio.

O Grandhotel Pupp, de Karlovy Vary, situado na República Checa, teve o privilégio de servir de cenário para o casino fictício onde Bond e Le Chiffre praticavam a sua guerra pessoal. O balneário de Karlovy Vary é conhecido por organizar um dos mais importantes festivais da Europa, o Festival de Cinema que leva o próprio nome da cidade. Sem dúvidas, os habitantes da localidade decidiram aproveitar o protagonismo local, que passou a receber visitas de muitos famosos, sendo conhecida e fotografada por todo o mundo.

Ainda que no filme mencionado James Bond apareça a jogar poker, em que o protagonista passa por todos os estados de ânimo possíveis e que tem como mensagem final a importância da tranquilidade, em qualquer situação, por pior que seja, é comum ver o agente secreto a jogar diversas modalidades de jogos de cartas, como o baccarat e o blackjack 21, e até mesmo a roleta.

Agora que relacionámos a fotografia, arte tão presente nas nossas vidas, com o fabuloso mundo dos jogos de casinos, sempre presente nos cinemas, é só começar a investigar e conhecer pouco a pouco os salões de jogos que foram protagonistas das produções mais famosas do cinema mundial e praticar os jogos de casino mais divertidos, principalmente através das plataformas digitais. 

 

pexels-pavel-danilyuk-7594351

 

pexels-javon-swaby-3279685

 

 

 

Fotos retiradas do Banco de Imagens pexels.com