Paraty em Foco 2021 – Fotografia Solidária e homenagem a Thomaz Farkas

Salvador. Bahia. Brazil. Caique and his friends playing to spit water with a pump while it rains in the Ladeira da Preguiça, in downtown city.
Salvador. Bahia. Brazil. Caique and his friends playing to spit water with a pump while it rains in the Ladeira da Preguiça, in downtown city.

Paraty em Foco 2021: fotografia solidária e homenagem a Thomaz Farkas na 17ª edição do festival

Com tantos desafios impostos ao planeta com a COVID 19, a solidariedade se tornou arma importante e inspirou o tema “Fotografia Solidária” do Festival Internacional de Fotografia Paraty em Foco – PEF 2021, que comemora sua 17ª edição de 27 a 31 de outubro ainda sob o impacto da pandemia. O homenageado é Thomaz Farkas, pioneiro da fotografia moderna no Brasil. Seguindo todos os protocolos de segurança, o maior festival de fotografia do Brasil e um dos maiores da América Latina acontece de forma híbrida, com exposições ao ar livre e com os Encontros e Entrevistas online.

 

 

 

15º Paraty em Foco  - Foto: Nereu Jr / PEF  #ParatyEmFoco2019 #pef2019
15º Paraty em Foco – Foto: Nereu Jr / PEF #ParatyEmFoco2019 #pef2019

EXPOSIÇÕES

Mostras nacionais e internacionais tomam conta da Praça da Matriz e da Quadra da Matriz, no Centro Histórico de Paraty. Uma das maiores atrações do PEF, a exposição com os vencedores da Convocatória em Foco 2021 nas categorias “Ensaio” e “Foto Única” ocupa a Quadra da Matriz e, ao dar espaço a trabalhos emergentes, novos autores e novas tendências, reafirma a filosofia do festival como um “Evento para Todos os Olhares”.

No mesmo lugar acontece a mostra com os trabalhos selecionados da “Selfie em Foco 2021”, que reúne 30 autorretratos criativos. A Praça da Matriz recebe a exposição de Thomaz Farkas e o varal fotográfico “Caos Imaginado”, do Transitório Coletivo Viva Rua, com imagens de grande formato.

Também na Praça serão exibidas as mostras internacionais “Metropolis”, registros de megacidades do holandês Martin Roemers; “Indestructibles”, com fotos de Alfons Rodrigues e textos de Xavier Aldekoa, ambos espanhóis, que mostram africanos seguindo em frente após passarem por situações traumáticas; e “O Último Testamento”, com registros do fotógrafo da Magnum Jonas Bendinksen, norueguês, de pessoas pelo mundo que afirmam ser a reencarnação de Cristo.

A mostra “Olhares: Retratos de uma Pandemia”, de Giancarlo Mecarelli, diretor do PEF, será exibida no salão nobre da Casa da Cultura, e reúne 28 fotos de olhares (incluindo o do fotógrafo) que traduzem expressões diversas por cima das máscaras de pessoas clicadas nas ruas de Paraty. Serão três exposições na Casa PEF Amyr Klink: “Fluxos”, com imagens dos alunos do fotógrafo e curador Juan Esteves; “Antártica”, exposição permanente de fotos de Marina Klink clicadas nas viagens feitas de veleiro com Amyr Klink; e “Extremos Cotidianos”, do italiano Antonello Veneri, com 36 fotografias coloridas feitas no Brasil, divididas em conjuntos narrativos.

As exposições da Casa PEF Amyr Klink e da Casa da Cultura ficam em cartaz até o feriado de 2 de novembro, terça-feira.

 

 

 

 

15º Paraty em Foco  - Foto: Nereu Jr / PEF  #ParatyEmFoco2019 #pef2019
15º Paraty em Foco – Foto: Nereu Jr / PEF #ParatyEmFoco2019 #pef2019

ENCONTROS E ENTREVISTAS

Os Encontros e Entrevistas acontecerão online e, como no ano passado, vão ser publicados nos horários pré-estabelecidos no Canal PEF do Youtube https://cutt.ly/ukRn4Hf. Todos serão gratuitos. Grandes nomes da área se reúnem na edição deste ano. O editor da Revista Fotografe Melhor, Sérgio Branco, conversa com o baiano Noilton Pereira sobre fotografia solidária, tema do PEF 2021, no painel “Foto Rádio para o Mundo”.

Exradialista, Noilton retrata os sertanejos brasileiros e já levou seu trabalho para vários países. Com a venda das fotos, melhora a vida dessas pessoas até com a construção de casas. Simonetta Persichetti bate um papo com Kiko e João Farkas sobre o trabalho de Thomaz Farkas.

Esse encontro tem a participação especial de Walter Firmo. Simonetta comanda também “Antonello in Foco”, encontro com o conterrâneo italiano Antonello Veneri. “Uma Tese chamada PEF” é o tema da conversa entre Monica Zaratinni e Joaquim Paiva, que também entrevista Wania Corredo no painel “20 anos em 20 minutos”.

A espanhola Mili Sánchez e o inglês Mike Steel, diretores do Festival de Fotografia Ojos Rojos (no Mediterrâneo), ambos criadores da revista espanhola de mesmo nome, conversam com os espanhóis Alfons Rodrigues, fotógrafo, e Xavier Aldekoa, jornalista, sobre o projeto “Indestructibles”.

Paulo Marcos M. Lima conduz quatro palestras: “Metropolis”, com o holandês Martin Roemers; “O Último Testamento”, com o norueguês Jonas Bendinksen; “Mulheres de Luz”, com Ivana Debértolis e Mônica Maia; e “Campos de Altitude”, com Kitty Paranaguá. Marcos Varanda entrevista Tina Gomes em “Renascimento Comunitário”. André Teixeira conversa com Roberto Ripper e Sara Gehren no painel “Escola Comunitária” e com João Maia em “Uma Visão Esportiva”.

Haverá também um Encontro e Entrevista com os seis ganhadores da Convocatória, três na categoria “Ensaio” e três na categoria “Foto Única”. Eles terão a oportunidade de falar sobre seus trabalhos e suas participações no Paraty em Foco.

 

 

 

Estádio do Pacaembu. São Paulo/SP, déc. 1940
Estádio do Pacaembu. São Paulo/SP, déc. 1940

HOMENAGEADO

O homenageado do Paraty em Foco 2021 é Thomaz Farkas (1924 – 2011), um dos expoentes da fotografia moderna no Brasil. De Budapeste, morou desde criança em São Paulo, onde em 1948 realizou sua primeira mostra individual, considerada também a primeira exposição de fotografia em museus do país.

Em 1949 expôs no MOMA de Nova York e suas fotografias integram o acervo permanente da instituição. Foi professor da Escola de Comunicações e Artes da USP e é presidente emérito do Conselho da Cinemateca Brasileira. Nos anos 40, o trabalho de Farkas teve como foco a vertiginosa transformação da paisagem urbana de São Paulo.

Nos anos 50 iniciou o estudo de movimentos e do desenho dos corpos em contraluz com uma célebre sequência de fotos de ballet. Já nos anos 60 e 70, Farkas voltou seu interesse para o interior do país, especialmente o Nordeste, e tornou-se diretor e produtor de cinema documentário. A Caravana Farkas abriu espaço para uma geração de cineastas que começou então a revelar um Brasil desconhecido do eixo Rio – São Paulo.

Em 1979 fundou a Galeria Fotóptica, importante referência para todos os fotógrafos da época.

 

Programação completa no site www.pefparatyemfoco.com.br

 

Mais informações: Casa 10 Comunicação

Fernanda Moreira – fernandamoreiracasa10@gmail.com +55 (21) 99952-0773

 

 

© Martin Roemers -  India, Mumbai januari 2007Meer dan de helft van de wereldbevolking woont sinds 2007 in een stad. Meer dan 20 steden in de wereld tellen op dit moment meer dan 10 miljoen inwoners. Deze megasteden hebben verschillende karakteristieken gemeen: een gestage trek van het arme platteland naar de steden, een groot verschil tussen arm en rijk en een slechte infrastructuur. Mumbai is zo'n snelgroeiende megastad en met 13.2 miljoen inwoners de grootste stad van India. Er wonen 21,880 mensen per km².foto: Martin Roemers
© Martin Roemers – India, Mumbai januari 2007 Meer dan de helft van de wereldbevolking woont sinds 2007 in een stad. Meer dan 20 steden in de wereld tellen op dit moment meer dan 10 miljoen inwoners. Deze megasteden hebben verschillende karakteristieken gemeen: een gestage trek van het arme platteland naar de steden, een groot verschil tussen arm en rijk en een slechte infrastructuur. Mumbai is zo’n snelgroeiende megastad en met 13.2 miljoen inwoners de grootste stad van India. Er wonen 21,880 mensen per km².foto: Martin Roemers